Assembleia da República / Jardim Interior

O jardim, situado nas traseiras do Palácio de São Bento, foi desenhado por Cristino da Silva, caracterizando-se por uma simetria de inspiração francesa na disposição dos canteiros e estátuas, contando com 4 pequenos lanços de degraus que criam o efeito de socalcos por forma a ultrapassar o pronunciado declive do terreno. É separado da residência oficial do Primeiro-Ministro por um longo muro de 50 metros com 16 nichos e respectivas fontes e uma dupla escadaria erguida nos anos 40 que conduz ao jardim superior, encimada por duas esfinges com as quinas, da autoria de Leopoldo de Almeida.
De cada lado da escadaria, avançadas em relação a esta, encontram-se duas estátuas representando A Força e A Justiça, duas figuras alegóricas femininas que se correspondem ideologicamente com as inscrições latinas LEX (lei) e JVS (direito) em frente, no edifício. Esculpidas em idêntico mármore branco de grão grosso e dentro da mesma monumentalidade das estátuas da fachada, apresentam, porém, diferenças relativamente a estas ao nível do talhe, da plasticidade formal e da riqueza de recursos expressivos.


Gosta do que vê? Partilhe com o mundo, aqui:

Mais Panoramas em Assembleia da República
|

COMENTE AQUI


© Copyright 2017, iFuturo – Panoramas Virtuais

Powered by WordPress