Universidade do Porto / Faculdade de Medicina Dentária

A Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto é uma escola pública de ensino superior universitário que promove a formação, a investigação científica e a prestação de serviços à comunidade na área da medicina dentária.

A Faculdade teve o seu inicio como Escola Superior de Medicina Dentária, criada pelo Decreto-Lei n.° 368, de 15 de Agosto de 1976, e entrou em funcionamento em Novembro do mesmo ano, tendo constituído, em Portugal, a primeira instituição de ensino médico-dentário de nível universitário. Foi integrada na Universidade do Porto, em 6 de Janeiro de 1989, através da Lei n.° 10, de 6 de Janeiro de 1989, que cria a Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto.

A Escola Superior de Medicina Dentária funcionou em instalações provisórias, desde 1976, num pré-fabricado anexo ao Hospital de S. João, até à construção de um edifício próprio, situado na Rua Dr. Manuel Pereira da Silva – Paranhos. A mudança de instalações para o actual edifício ocorreu em 15 de Julho de 1997.

Com um corpo docente que integra presentemente 33 doutorados, a Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto é hoje uma instituição de prestígio a nível nacional e internacional.

A primeira faculdade a licenciar médicos dentistas em Portugal continua a ser reconhecida pela qualidade científica, técnica e humana que atribui na formação profissional.

A Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto:

  • ministra a licenciatura em Medicina Dentária;
  • organiza e ministra cursos de de mestrado, de pós-graduação, de especialização, de actualização e de ensino continuado nos domínios da sua especialidade;
  • promove a formação académica conducente à concessão do grau de doutor;
  • desenvolve acções de investigação científica em vários domínios da medicina dentária;
  • mantém em funcionamento uma consulta externa de medicina dentária com grande adesão, subordinada aos interesses científicos e pedagógicos do ensino aos alunos;
  • colabora com outras unidades orgânicas, instituições ou entidades que requerem o seu apoio técnico, científico e pedagógico;
  • estabelece formas de intercâmbio cultural, científico, técnico, pedagógico e colabora em actividades de interesse comum com entidades públicas ou privadas, nacionais e estrangeiras;
  • contribui, no seu âmbito de actividade, para a cooperação internacional, designadamente em relação aos países de língua portuguesa e aos países europeus.

Gosta do que vê? Partilhe com o mundo, aqui:


Um Comentário

  1. damásia diz:

    isto é lindo,um grande sonho para os estudantes de medicina dentária de angola

COMENTE AQUI


© Copyright 2017, iFuturo – Panoramas Virtuais

Powered by WordPress