Assembleia da República / Fachada Principal

A grande escadaria exterior foi construída em 1941, segundo projecto do arquitecto Cristino da Silva, e tem 2 leões que a ladeiam, como sentinelas de simbologia apotropaica, da autoria do escultor Raul Xavier.
A fachada principal, remodelada segundo o projecto neoclássico de Ventura Terra durante a primeira metade do século XX, caracteriza-se por um equilíbrio clássico de volumes distribuídos horizontalmente, com rés-do-chão e três andares, dinamizados por janelas rectangulares verticais encimadas por frontões alternadamente triangulares e semicirculares no andar nobre, janelas quadradas simples no segundo andar, janelas rectangulares verticais no primeiro andar e janelas rectangulares horizontais no rés-do-chão. Centralmente ergue-se um corpo avançado rematado por frontão triangular, construído a partir do espaço da galilé da igreja do Convento de São Bento da Saúde, e assente sobre um lance de escadas. Sobre estas eleva-se uma arcada de volta perfeita com a dupla inscrição da palavra latina Lex — alusão à função da Assembleia — entre os dois arcos centrais, e quatro estátuas alegóricas femininas, sentadas e togadas, esculpidas em mármore branco de grão grosso, de talhe duro e esquematização formal; estas representam, da esquerda para a direita, A Prudência, esculpida por Raul Xavier, A Justiça, da autoria de Costa Motta (sobrinho), A Força, esculpida por Maximiano Alves e A Temperança, por Barata Feyo.
O frontão, que encima a varanda, tem 30m de comprimento e 6m de altura e o tímpano decorado pelo escultor Simões de Almeida (sobrinho), dentro de uma estética em acordo com o academismo vigente na Escola de Belas-Artes onde este leccionava. A composição é simétrica e conta com uma iconografia que obedece ao programa ideológico da política do Estado Novo, representando, ao centro, a Pátria, entronizada, identificada pela insígnia em latim OMNIA PRO PATRIA (Tudo pela Nação) inscrita no estrado, ladeada por 18 figuras representando, entre outras, a Indústria e o Comércio.
A varanda, que acentua a zona nobre do andar, tem 13 colunas de ordem coríntia e 5 janelas em arco de volta perfeita que se correspondem com os da galilé, com mísulas decoradas com leões.


Gosta do que vê? Partilhe com o mundo, aqui:

Mais Panoramas em Assembleia da República
|

COMENTE AQUI


© Copyright 2017, iFuturo – Panoramas Virtuais

Powered by WordPress