Assembleia da República / Átrio Principal

O Átrio Principal do Palácio de São Bento tem um pórtico avançado concebido por Ventura Terra e é, juntamente com o Refeitório dos Frades, dos poucos espaços originais do antigo Convento de S. Bento que restam quase inalterados. Trata-se do local onde se encontrava a igreja primitiva, de que ainda se mantém o pavimento original de mármore branco e rosa, formando decoração geométrica.
No lugar das antigas capelas laterais, agora fechadas formando arcaria cega que funciona como uma sucessão de nichos, encontram-se bustos de Luís Vaz de Camões, da autoria de José Aurélio (1999), de alguns notáveis parlamentares da Monarquia e da 1ª República, como Hintze Ribeiro e António Cândido, ambos da autoria de Maximiano Alves (1950), Bernardino Machado, da autoria de António Duarte (s/d), António José de Almeida, da autoria de Joaquim Correia (s/d), Afonso Costa, da autoria de António de Paiva (s/d) e ainda o busto do Presidente da Assembleia Constituinte de 1975, Henrique de Barros, da autoria de Lagoa Henriques (2002).
Os sinos que hoje se encontram no Átrio Principal pertenceram à torre da igreja do Convento de São Bento.
Nos corredores de acesso à Escadaria Nobre, encontram-se outros 4 bustos de deputados ilustres: Francisco Margiochi, da autoria de Anatole Calmels (1880), José Maria de Alpoim, da autoria de Costa Motta (sobrinho) (1918) e Salgado Zenha e Sá Carneiro, ambos da autoria de Carla Gonçalves (1997).


Gosta do que vê? Partilhe com o mundo, aqui:

Mais Panoramas em Assembleia da República
|

COMENTE AQUI


© Copyright 2017, iFuturo – Panoramas Virtuais

Powered by WordPress